Inquérito

Exmo.(a) Sr.(a),

Responda de forma honesta e espontânea a cada uma das questões que a seguir são apresentadas. A sua colaboração para este estudo é indispensável, pelo que solicito que responda a todas as perguntas com máxima sinceridade, pois não existem respostas certas ou erradas.

Parte I

1. Sexo
Resposta exigida

2. Idade
Resposta exigida

20 caracteres restantes

3. Habilitações Literárias
Resposta exigida

4. Profissão
Resposta exigida

250 caracteres restantes

No caso da sua profissão ser Revisor Oficial de Contas passe por favor à pergunta 6. Se for colaborador de uma Sociedade de Revisores Oficiais de Contas resposta por favor à pergunta 5 e 6, e depois passe à Parte II do Inquérito por favor.

No caso de não ser aplicável nenhuma da opções, o seu inquérito termina aqui. Muito Obrigada.

5. No caso de ser colaborador de uma sociedade de Revisores Oficiais de Contas, desde quando exerce essa função?

6. Exerce a profissão de Auditor Financeiro/ colaborador de uma Sociedade de Revisores oficiais de Contas em alguma das " Big Four Audit" ( KPMG, PWC, Deloitte ou Ernest & Young)?

7. Exerce a profissão de Revisor Ofcial de Contas atualmente? Caso não esteja a exercer a Profissão de Revisor Oficial de Contas passe à Parte II do Inquérito.

8. Há quantos anos exerce a profissão de Revisor Oficial de Contas?

20 caracteres restantes

Parte II

Responda às questões que se seguem de forma sincera.

As questões a seguir pertendem aferir sobre o nivel de Ceticismo Profissional dos Auditores em Portugal, baseado no Modelo de Hurtt (2010).

Considere que está perante uma Auditoria a uma empresa que pertence a um Grupo de Empresas e que mantem relações com várias empresas desse grupo.

10. Assinale a resposta que considera mais adequada.
Resposta exigida

Discordo Plenamente
Discordo
Nem Concordo nem Discordo
Concordo
Concordo Plenamente
Considero a prespetiva de conhecimento do negócio da empresa e das relações que esta tem com empresas do grupo interessante.
Procuro descobrir novas informações sobre as entidades que audito e sobre as relações que as empresas mantêm.
Procuro aferir se o que eu leio ou ouço sobre a empresa que estou a auditar é verdade.
Parte do meu tempo é utilizado a tomar decisões sobre a forma de analisar as relações entre as empresas.
Evito tomar decisões repentinamente num trabalho de auditoria. Ou seja, evito decidir antes de analisar a questão.
Costumo aceitar as informações que as outras pessoas me dão sem mais explicações.
As pessoas que respondem às indagações que faço no âmbito do trabalho de auditoria convencem-me com facilidade.
Concordo com a opinião do meu grupo de trabalho, independentemente dos suportes.
Usualmente consigo aferir inconsistências nas explicações que me dão sobre determinadas transações.
Interesso-me em compreender como é que as pessoas se comportam em determinadas situações e o efeito que tem na informação que me é dada.
Estou confiante das minhas capacidades em auditar empresas com relações entre empresas de grupo.
Muitas vezes rejeito as declarações de outras pessoas, a não ser que obtenha evidência sobre essas declarações.
Frequentemente questiono o que vejo ou ouço.

Muito Obrigada pela sua colaboração.